[ editar artigo]

Comunicar-se bem para mobilizar com eficiência

Comunicar-se bem para mobilizar com eficiência

A palavra “comunicação” vem do latim communicatio, que significa “ato de repartir, de distribuir”, literalmente “tornar comum a todos”. Para que haja uma boa comunicação é preciso considerar alguns elementos como: emissor (aquele que emite a mensagem), receptor (aquele que recebe a mensagem) e a mensagem.

Mas o que isso tem a ver com a mobilização missionária? Saber comunicar bem é algo necessário para uma mobilização eficiente. Para comunicarmos a fim de mobilizar é preciso primeiramente considerar quem está recebendo a nossa mensagem. É necessário adequar a nossa linguagem de forma que possa ser compreensível para quem ouve. Logo, é fundamental distinguir o público que está sendo direcionada a nossa comunicação. A compreensão do público com quem estamos nos comunicando nos ajuda a ajustar a nossa linguagem para que possamos aproximar o outro daquilo que estamos compartilhando. Falarmos sobre mobilização missionária para quem não é engajado exige uma linguagem de fácil compreensão. E pra isso possa ser possível, o mobilizador precisa buscar ser compreendido pelo outro, abrindo mão, portanto, de “jargões missionários” que distanciam quem não conhece. Além disso, é essencial a disponibilidade para ouvir antes de falar. Nesse sentido, buscar compreender a visão do outro em relação ao tema é fundamental para saber o que faz sentido ser abordado, assim como, entender o que Deus já tem falado no coração de quem desejamos mobilizar. É crer que Deus é o maior interessado em ver sua igreja se envolver com a Sua Missão.

Para que possamos comunicar bem é essencial estarmos bem informados, ou seja, é necessário buscar informações atualizadas e estar em ambientes que possibilitem essa ampliação do conhecimento acerca do que tem acontecido no Movimento Missionário Brasileiro. Djalma Albuquerque recomenda em seu livro “Quem se importa?” que o mobilizador busque oferecer informações de forma precisa e objetiva. Nesse sentido, é importante estar atualizado e buscar se relacionar com outras pessoas que estão atuando nesse contexto. Portanto, espaços coletivos que busquem discutir sobre esse tema podem contribuir muito para o trabalho do mobilizador. A AMTB (Associação de Missões Transculturais Brasileira) é um desses ambientes que visam ser colaborativos, reunindo diferentes organizações buscando fortalecê-las. A Missão Base também tem buscado promover esses espaços, fomentando discussões sobre mobilização visando promover um ambiente de relacionamento entre pessoas que tem se dedicado à mobilização missionária.

Um outro ponto importante de ser destacado é o conhecimento da causa. Só comunicamos bem aquilo que conhecemos bem. Só conseguiremos expressar com propriedade sobre mobilização missionária quando buscarmos entender cada vez mais a causa, a Missão de Deus, o que Ele tem feito, e de que forma Ele deseja nos envolver com a Sua Missão. E como fazemos isso? Primeiramente é fundamental nos relacionarmos com o Deus da Missão. Se o nosso desejo é comunicar da melhor forma para mobilizarmos pessoas/organizações para se envolver com a Missão de Deus, é imprescindível compreender o que está no coração de Deus. Analzira Nascimento expressa a seguinte fala no livro “Evangelização ou colonização?”: “Participar da Missão de Deus traz uma empatia com os Seus propósitos para a humanidade. É alinhar nossos objetivos com os objetivos dEle para o mundo. É descobrir nossa missão de vida e trabalhar em harmonia com os Seus propósitos para o mundo” (Nascimento, 2015, p. 131). Ou seja, o que fazemos precisa estar alinhado com os objetivos de Deus. E para entendermos os objetivos de Deus precisamos nos relacionar com Ele. Portanto, oração é essencial para que possamos fazer uma boa mobilização.

E podemos acrescentar ainda a importância de buscar conhecimento missiológico para um bom embasamento do que estamos propondo falar. Para uma mobilização eficiente, é válido termos propriedade no que diz respeito ao conhecimento sobre o assunto que estamos comunicando. Por isso, busque ler, fazer cursos, conhecer cada vez mais sobre o assunto. Isso te ajudará a comunicar melhor sobre a Missão de Deus.

E por fim, tenha em mente que Deus te conduzirá nos caminhos necessários para que você possa exercer com excelência o ministério de mobilização. Deus é especialista em promover bons encontros que geram crescimento e desenvolvimento. Creia nisso!

Projeto Mazi
Suzy Lopes
Suzy Lopes Seguir

Mobilizadora da Missão BASE e AMTB (Associação de Missões Transculturais Brasileira). Coordenadora de Mobilização do Movimento Vocare.

Ler conteúdo completo
Indicados para você